Seja qual for o ramo do negócio, o sucesso de uma empresa depende de muitos fatores. Entre os quais, logo à partida, o facto de se ser patrão! Daí que, antes de mais, importa:

  • Ser otimista “q.b.” – os portugueses, por regra, costumam ser excessivamente otimistas na fase inicial de um projeto. Se por um lado são fantásticos a terem novas ideias, por outro, são péssimos a analisar o mercado. O desenvolvimento de um bom plano de negócios (compatível à realidade do mercado) pode ser a chave para o sucesso.
  • Ser paciente e persistente – quem já passou pela criação de um negócio sabe bem que os primeiros meses são os piores, enquanto o projeto não avança. É uma questão de redobrar a dose de paciência e nunca desistir, mesmo nos momentos mais difíceis.
  • Organização e exigência – assim que começa realmente a trabalhar no seu novo projeto vai precisar de ser muito organizado e exigente para consigo mesmo e para com aqueles que consigo trabalham.

Mas, muitos outros fatores podem conduzir ao fracasso de um negócio. Aqui destacamos aqueles que consideramos determinantes:

  1. Inexperiência – quando, pela primeira vez, criamos o nosso próprio negócio devemos rodear-nos de pessoas que já tenham tido essa experiência e passado pelas dificuldades do desenvolvimento de uma atividade. Podemos aprender e retirar aprendizagens muito interessantes e que poderão apresentar-se como uma ajuda preciosa para evitarmos o insucesso do nosso negócio.
  2. Planeamento inadequado – é certo que um mau planeamento é meio caminho andado para o insucesso de uma ideia de negócio. Um bom planeamento é capaz de prever os desvios que eventualmente poderão ocorrer.
  3. Investimento não planeado – isto é, investir e fixar metas sem nenhuma avaliação precisa das necessidades operacionais poderá não dar bons resultados.
  4. Definição de objetivos – porquê apostar em desenvolver algo, se nem sabemos o porquê de o estarmos a fazer, nem para quem? Uma das principais causas de insucesso nos negócios é exatamente esta indefinição de um objetivo concreto.
  5. Falta de foco – muitas vezes o insucesso surge porque perdemos o nosso foco com questões pessoais ou outros assuntos que nada têm a ver com o nosso negócio. Desde que bem gerido, teremos certamente tempo para tudo: a vida pessoal, a vida social e a vida profissional/empresarial.
  6. Manter-se afastado dos clientes – nenhum negócio crescerá se não tiver a capacidade de cativar o seu público-alvo. E são inúmeras as formas de o fazer. Como já alguém disse: “Não basta aparecer na montra… é preciso ir até à casa das pessoas!”.
  7. Cronograma mal feito – para o sucesso de qualquer empresa ou negócio é fundamental que as expetativas sejam elas também bem geridas. Para isso, a construção de um futuro em segurança passa igualmente pela definição cronológica dos passos que vamos dar.
  8. Não construir uma rede de contactos – uma rede de contactos é essencial para evitar o insucesso, já que conhecer as pessoas certas e até estabelecer laços de amizade poderá ajudar muito nas mais diversas fases do nosso negócio.
  9. Localização – questões como “onde estão as matérias-primas?”, “onde estão os recursos humanos?”, “como é a rede viária?”, “quanto vou pagar de renda?”, “os meus clientes onde estão?”, etc., poderão dar resposta à escolha do local ideal para o sucesso do negócio.
  10. Ausência de controlo de custos – assim como de outro controlo interno, ligado à capacidade de gestão da empresa: compras, vendas, stocks, finanças, contabilidade, recursos humanos.
  11. Confundir os gastos pessoais com os gastos da empresa – este é um dos erros mais comuns, mas também um dos mais sérios. O património da empresa não deve ser misturado com o património dos seus sócios.
  12. Acumular dívidas e utilizar empréstimos, a uma alta taxa de juros, para suportar os gastos da empresa.
  13. Remuneração dos sócios da empresa incompatível com a situação financeira da empresa.

E a lista poderia continuar: negligenciar pequenas coisas, desconhecer a concorrência, desistir cedo demais, ter a ilusão do sucesso…

Se se revê em algum dos pontos acima, está na hora de corrigir o modo como está a gerir o seu negócio.

Na FORTIS CONSULTING estamos disponíveis para responder com eficácia às solicitações dos empresários e empreendedores, apoiando-os a dirigirem a sua atuação para a obtenção de resultados que incorporem Crescimento, Rentabilidade e Notoriedade aos seus negócios!

Partilhar
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin